Número total de visualizações de página

quinta-feira, janeiro 10, 2013

O tempo passa...

... Antes de mais, bom 2013 para todos!!

Tenho andado muito ausente, demasiado ausente até mas..
A minha vidinha o ano passado começou a mudar, primeiro foi a ida do meu Pai para o Hospital dos Capuchos, depois foi a ida da minha Mãe para um Lar.
O panorama do desemprego já pouco me dizia porque o que eu tinha demais era TRABALHO!

Acordar, ir para o Hospital depois ir à casa dos meus pais em Sta Iria de Azóia e de lá ir para minha casa em Lisboa, ou para o Lar.
Mas nessa altura, as coisas custavam mas até tinha cá o meu companheiro.
Depois apareceu o curso de Inglês em Alverca - iniciativa do Centro de Emprego - e fiz alguns amigos.
Os meses foram passando.

Eu que sou grande apaixonada pela praia tive direito a uma semana de 4 dias de praia..
Em Agosto, o meu Pai mudou do Hospital para uma Clínica mais perto da minha casa.
Em Setembro, o meu querido companheiro foi fazer um estágio remunerado nos Estados Unidos e eu fiquei cá sozinha a aguentar as pontas.
Agora era só eu, a minha Coelha Nina e os periquitos..

Como eu e o meu Pai somos pessoas horrorosas, ganhamos amigos: médicos, doentes, enfermeiras, auxiliares..
Fomos conhecendo uma data de pessoas com histórias de vida, mais ou menos caricatas, mas que naquele momento partilhavam o espaço com o meu Pai.

O fim de Ano aproximava-se e o meu Pai não estava melhor. O período de estadia na Clínica sem pagamento tinha acabado em Dezembro e agora estava a tornar-se demasiado pesado - €50 por noite com os fins de semana incluídos. Não era um Hotel de Luxo mas fazia-se pagar bem :(
Tive que investigar alternativas e todas pareciam tão longe.

No dia em que o meu Pai tinha arrumado a trouxa dele, surgiu uma alternativa.
Desta vez ia para a Residẽncia Montepio..
O nome parecia-me bem, até que eu ouvi... MONTIJO?!?!?!?
Surgiu logo um bando de gente a dizer as maravilhas daquele lugar e sei lá mais o quẽ.
Ou o meu Pai aceitava, ou todo o processo de fisioterapia de recuperação motora tinha sido perda de tempo e dinheiro...

Das piores coisas que uma pessoa pode ver é o próprio Pai a chorar.
Ele sabia bem que eu não podia estar com ele tão frequentemente como antes e teve o pressentimento certeiro:
O novo lugar não tinha nem metade das condições que a Clínica onde ele estava mas.. foi inevitável.
Ou isso, ou ir pra casa e em casa ele não tinha condições para circular com a cadeira de rodas :(
Hoje fui lá ao Montijo e tive de concordar com ele. O novo lugar pode ter o nome e a aparẽncia mas.. Não vale um caracol.

Amanhã vou ver a minha Mãe e vou ver se consigo trazer alguma coisa para comer.
Sim, o meu companheiro passou o Natal e a Passagem de Ano cá em Portugal mas teve que voltar..

E eu vou voltar com esta minha vida sozinha com a minha Coelha e os Periquitos.

Enfim, espero que a vossa vida esteja bem melhor que a minha..