Número total de visualizações de página

terça-feira, janeiro 21, 2014

guess who's back!!

A vossa mais querida amiga está de volta para.. escrevinhar, balbuciar e partilhar misérias..
Tavam à espera do quê??
Que eu fosse partilhar convosco o maravilhoso caminho do sucesso?!
Se eu soubesse disso não dizia a ninguém, não julguem que tenho algo pessoal contra 'vossotros'

Isto tem andado um bocado mal..
A malta (como eu) que começou a carreira nos blogs, rapidamente, emigrou para os 'Facebooks' e ficou por lá até aparecer alguma coisa mais interessante..
.. e depois venho eu, tipo Velha do Restelo a dizer...
Como era feliz naqueles tempos em que tinha um namorado sonhador e que respondia aos meus 'Postes' perfeitamente destravados e parvos..

Agora não há nada disso, faria 10 anos, dia 15 de Fevereiro, que iniciavamos a nossa relação. Para alegria de muita bruxa da xaleira, não chegámos lá..
Aprendi alguma coisa??
Aprendi que o Rui Veloso tem alguma razão, quando diz: não se ama alguém que não ouve a mesma canção!.. sim, uma coisa é ouvir/tolerar jazz, outra coisa é ser grande fã..

Mas as coisas não se resumem a isso, e eu não estou para fazer do meu blog um lavadouro público, daqueles à antiga que a cena acaba com gente a atirar roupa molhada de um lado para o outro e a chamar nomes pouco abunatórios aos participantes de tão lindo filme :)

Em resumo, vamo lá fazer o que a gente gosta!!

Digam-me lá se partilham desta raivinha que eu tenho aos Pads e restantes instrumentos, que usam e abusam do sistema Android?
É que eu ainda gosto daquelas coisas mediavais chamadas teclas e teclados. Pior, sinto saudades de implicar com o mouse, que absorvia todo o pó circundante..
Mas parece que eu é que sou resistente às inovações tecnológicas..
Pois sou!
E agora??
O grandioso escritor  António Lobo Antunes continua a preferir a sua máquina de escrever para redigir as suas obras.
Mas isso são só promenores extravagantes de grandes senhores, a minha irritação com as porcarias dos Androids é só mesmo isso, parvoíce minha....

quinta-feira, janeiro 10, 2013

O tempo passa...

... Antes de mais, bom 2013 para todos!!

Tenho andado muito ausente, demasiado ausente até mas..
A minha vidinha o ano passado começou a mudar, primeiro foi a ida do meu Pai para o Hospital dos Capuchos, depois foi a ida da minha Mãe para um Lar.
O panorama do desemprego já pouco me dizia porque o que eu tinha demais era TRABALHO!

Acordar, ir para o Hospital depois ir à casa dos meus pais em Sta Iria de Azóia e de lá ir para minha casa em Lisboa, ou para o Lar.
Mas nessa altura, as coisas custavam mas até tinha cá o meu companheiro.
Depois apareceu o curso de Inglês em Alverca - iniciativa do Centro de Emprego - e fiz alguns amigos.
Os meses foram passando.

Eu que sou grande apaixonada pela praia tive direito a uma semana de 4 dias de praia..
Em Agosto, o meu Pai mudou do Hospital para uma Clínica mais perto da minha casa.
Em Setembro, o meu querido companheiro foi fazer um estágio remunerado nos Estados Unidos e eu fiquei cá sozinha a aguentar as pontas.
Agora era só eu, a minha Coelha Nina e os periquitos..

Como eu e o meu Pai somos pessoas horrorosas, ganhamos amigos: médicos, doentes, enfermeiras, auxiliares..
Fomos conhecendo uma data de pessoas com histórias de vida, mais ou menos caricatas, mas que naquele momento partilhavam o espaço com o meu Pai.

O fim de Ano aproximava-se e o meu Pai não estava melhor. O período de estadia na Clínica sem pagamento tinha acabado em Dezembro e agora estava a tornar-se demasiado pesado - €50 por noite com os fins de semana incluídos. Não era um Hotel de Luxo mas fazia-se pagar bem :(
Tive que investigar alternativas e todas pareciam tão longe.

No dia em que o meu Pai tinha arrumado a trouxa dele, surgiu uma alternativa.
Desta vez ia para a Residẽncia Montepio..
O nome parecia-me bem, até que eu ouvi... MONTIJO?!?!?!?
Surgiu logo um bando de gente a dizer as maravilhas daquele lugar e sei lá mais o quẽ.
Ou o meu Pai aceitava, ou todo o processo de fisioterapia de recuperação motora tinha sido perda de tempo e dinheiro...

Das piores coisas que uma pessoa pode ver é o próprio Pai a chorar.
Ele sabia bem que eu não podia estar com ele tão frequentemente como antes e teve o pressentimento certeiro:
O novo lugar não tinha nem metade das condições que a Clínica onde ele estava mas.. foi inevitável.
Ou isso, ou ir pra casa e em casa ele não tinha condições para circular com a cadeira de rodas :(
Hoje fui lá ao Montijo e tive de concordar com ele. O novo lugar pode ter o nome e a aparẽncia mas.. Não vale um caracol.

Amanhã vou ver a minha Mãe e vou ver se consigo trazer alguma coisa para comer.
Sim, o meu companheiro passou o Natal e a Passagem de Ano cá em Portugal mas teve que voltar..

E eu vou voltar com esta minha vida sozinha com a minha Coelha e os Periquitos.

Enfim, espero que a vossa vida esteja bem melhor que a minha..

segunda-feira, dezembro 17, 2012

... e no fim de nove meses, não nasce nenhuma criança.
Finalmente o meu Pai vai voltar pra casa.. de cadeira de rodas e uma quantidade de histórias para contar a quem quiser ouvir.

Desde os primeiros tempos do Hospital dos Capuchos, desde o Alentejano, passando pelo amigo Açoriano;  mas a paixão do meu Pai foi mesmo o amigo "agarradito". Agora já na clínica, o amigo João, e a velhotinha Cristina.

Para quem não se dava com ninguém, o meu Pai fez uns quantos amigos.. e eu também!
Agora vai ser a parte mais tramada desta aventura:
Voltar para casa e aprender a andar e ser autónomo, sozinho sem a minha mãe :(

É este o resumo de 9 meses de ausência, 9 meses hospitalizado e eu a tornar-me responsável pela confusão :(

Fiquem bem e façam o favor de ser felizes

segunda-feira, novembro 05, 2012

As causas das coisas

Dizia hoje o Diário de Notícias:

"Portugal tem a mais baixa taxa de natalidadeda UE"


E eu digo:
- Não há condições para ter crianças. Nós passamos dificuldades se for necessário, mas trazer uma criança a este mundo para passar dificuldades é imoral!
Que apoios são garantidos aos jovens casais para tomar essa opção?
  
E por falar em "imoralidades"..
Se uma boa maioria dos cidadãos estão revoltados com a situação em que se encontram, porque é que não acontece nada?
E já agora, pergunto eu - ignorante e procurando caminhos - o que fazer??

Esta crise até a mim me está a arrastar para a crise!! 

quinta-feira, outubro 18, 2012

Tá frio comó raio!!

Um cadinho estranho uma vez que os relâmpagos são electricidade mas.. tá mesmo frio!!

Os últimos tempos são feitos de correr de um lado para o outro entre casa, clínica e lar.
Nada de novo desde o início do ano..

Agora o que me deixou triste foi ver mais uma leva de jovens bem formados sairem de Portugal para ir trabalhar para um hospital em Inglaterra.
Não é novo para mim, sei de malta que fez o mesmo mas...
Será que esta escumalha que se auto-proclama governo, vai continuar a manter este cenário?

O fenómeno que aprendi num capítulo qualquer de Inglês do meu longínquo 11º, o chamado "Brain Drain" está a ser cada vez mais evidente.
Portugal prefere mandar os nossos bons profissionais para fora do que mantê-los cá?

É que o nosso país não pode ficar entregue a uma maioria de estrangeiros com fraca formação e muito mal-pagos.. digo eu!

Será que o Dupla Delícia, Coelho/Gaspar, acham isto correcto??
E vocês aí desse lado?
Abandonariam este barco por outro melhor, é certo mas... Qualquer dia não existem Portugueses a sério :(

sábado, outubro 06, 2012

Estamos bem entregues..

Ou... Viva a Impunidade!!

Claro que eu não fiquei indiferente à "palhaçada" que foi este 5 de Outubro!
Claro que me indignei com a desimpôrtancia que o sr. Coelho deu ao dia mas começo a achar que ele andou a consultar a Zubeide Cremilde e ela avisou-o para ficar a milhas de Portugal nesse dia mas...
 O interessante foi relembrar-me que existe qualquer coisa no Código Penal que pune os prevaricadores de bandeiras nacionais. Ora vejam:
... o desabafo não é meu, eu diria, onde é que está a dupla Gasparzinho Coelho quando acontecem estas coisas?
Não estão, até porque, este foi o último 5 de Outubro feriado em Portugal e eles não querem ficar ainda mais associados ao acontecimento ;)

domingo, setembro 30, 2012

Até quando?

Este sábado foi assim.

A CGTP conseguiu reunir 300 mil pessoas no Terreiro do Paço (Lisboa).

Creio que a primeira iniciativa |apartidária| teve mais impacto mas..

Até quando é que serão necessárias mais iniciativas destas para a dupla Coelho - Gaspar, verificarem que não estão no caminho certo.. para o POVO Português NÃO!
... para as restantes organizações europeias e internacionais, até estão a trabalhar bem:
- Os números são bons!
..  A que preço?!

Já agora, sou só eu que acho que este senhor devia ter cuidado quando diz.. coisas destas?

As declarações de António Borges gereram uma onde de contestação entre empresários e partidos. O PSD e o CDS já vieram reagir e criticar as afirmações de Borges segundo as quais, os empresário que não aceitaram a redução da Taxa Social Única (TSU) são «ignorantes».

domingo, setembro 16, 2012

Será...?

Pode ser que o dia 15 de Setembro seja o dia da viragem...

O dia em que nos relembramos que o Estado somos nós - Povo,
que quando é necessário até se une, mas que, quando tomado pela apatia geral, é vítima de abusos por parte do nosso dito "governo".
É bom lembrar-nos que nós somos o pilar da CIDADANIA!
Como diria esse grande politólogo, e meu ex-professor (Adelino Maltez):
- Governar é pilotar o futuro.
Estávamos a ser governados por burocratas, tecnocratas, governos de espertos mas nós não estávamos a fazer nada.

Hoje dissemos basta!
Hoje é o sinal do tempo, o começo de algo novo!
Estivemos completamente apagados em relação à cidadania.
"L'Etat c'est moi!" cidadão consciente do seu poder como elemento fundamental deste mecanismo que é o Governo.
...hoje esse conceito foi relembrado, mesmo que inconscientemente!



sábado, setembro 15, 2012

Só vou saber mais logo...

Mas o que esperar desta manif hoje?
Será que as coisas vão ficar melhores ou vai tudo ficar na mesma?

sexta-feira, setembro 07, 2012

Hoje vi..

.. o meu bom Professor Adriano Moreira na televisão :)
Será sempre o meu bom Mestre, a figura a quem uma turma inteira de piratas prestava reverência e ouvia.



Do alto dos seus 90 anos disse, entre muitas outras coisas:
- Tenho pena de os deixar a viver num período tão terrível da vida portuguesa e penso que já não terei anos para os ajudar a enfrentar esta adversidade. Isso começa, de facto, a amargurar-me.

É verdade, meu bom professor, mas seremos fortes, nós e os seus filhos.

Seja muito feliz e não abandone a sua luta.

 " A História não pode ocupar-se de todos nós e eu acho que não tenho nada que justifique que a História se preocupe comigo."

A História ainda está a ser escrita e o Professor  não julgue que nós o dispensamos daqui :)