Número total de visualizações de página

sexta-feira, agosto 31, 2007

10

O que é que têm em comum estas duas imagens?

Do lado esquerdo a falecida Diana de Gales, do lado direito o livro de Economia Internacional do professor Raposo Medeiros.

Nem assim?

... Isto já não me basta eu andar deprimida e não ter um único comentário de há 2 posts para cá e agora o meu mais fiel público não me sabe dizer o que é que a Diana tem a ver com a Economia Internacional...
O calor derreteu as ligações todas da malta...

Então aqui vai o momento do conto de embalar - mas não é pra embalar nada em plástico, ok?

Á muitos, muitos anos, corria o Verão tórrido do distante ano de 1997, estudava eu desesperadamente para o exame de Setembro da cadeira de Economia Internacional, também conhecida por "cadeirão" anual quase tão má como Comunidade Europeia :X

E estava eu dizendo..
Já mandava pelos olhos aquelas perfeitas anormalidades quando ligo a TV e vejo outra perfeita anormalidade pelas dimensões que estava a tomar - A Princesa Diana morreu!

É triste mas eu à 10 anos pensava:
A Diana morreu, a Madre Teresa também, e se eu não 'despacho' Economia em Setembro, não me vou sentir nada bem..

Era verdade, eu não podia perder tempo como o mundo inteiro que se fartou de carpir lágrimas de crocodilo e fazer reportagens especiais.. A verdade é que a mulherzinha estava a tentar viver a vidinha dela e um bando de intrometidos não a deixava em paz.

Agora passado 10 anos cai-me novamente este bando de cínicos a fazer documentários, especias e sei lá o quê mais...
Give it a rest people!!!

... o fixe disto é que eu safei Economia e ainda hoje tenho uma especial alergia a economia e seus derivados e o meu chefe adivinhem lá qual é a especialização do rapaz:
ECONOMIA

É karma meus amigos, é karma!

terça-feira, agosto 28, 2007

Hihihihihihihihi

Hoje brindo o leitor com algo que deverá chegar ao Parlamento Nacional e anda aí a circular..

... Num futuro mais ou menos improvável ...

O Primeiro Ministro, José Sócrates, está andando tranquilamente quando é atropelado por um condutor das corridas da Ponte Vasco da Gama e morre na hora.

A alma dele chega ao Paraíso e dá de caras com São Pedro na entrada.
-"Bem-vindo ao Paraíso!"; diz São Pedro "Antes que você entre, há um problemazito...Raramente vemos Políticos por aqui, sabe… então não sabemos bem o que fazer consigo."

"-Não vejo problema nenhum, basta deixar-me entrar", diz o antigo Primeiro Ministro José Sócrates

"-Eu bem que gostaria de o deixar entrar senhor Engenheiro, mas tenho ordens superiores.. Sabe como é… Vamos fazer o seguinte:
O Senhor passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Depois pode escolher onde quer passar a eternidade."

"- Não é necessário, já resolvi. Quero ficar no Paraíso" - diz o Primeiro Ministro.

"-Desculpe, mas temos as nossas regras. "

Assim, São Pedro acompanha-o até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta abre-se e ele vê-se no meio de um lindo campo de golfe.
Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado.
Todos muito felizes em traje social.
Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos às custas do povo. Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.
Quem também está presente é o diabo, um tipo muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas.
Eles divertem-se tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora.
Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe.
Ele sobe, sobe, sobe e a porta abre-se outra vez. São Pedro está a espera dele.

- Agora é a vez de visitar o Paraíso.
Ele passa 24 horas no paraíso, junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando.
Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia chega ao fim e São Pedro retorna.

-" E então??? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Agora escolha a sua casa eterna."
Ele pensa um minuto e responde:

-"Olha, eu nunca pensei... vir a tomar esta decisão… O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar muito melhor no Inferno."

Então São Pedro abanando com a cabeça, leva-o de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.
A porta abre-se e ele vê-se no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo e com um cheiro horrível.
Ele vê todos os seus amigos com as roupas rasgadas e muito sujas catando o entulho e colocando-o em sacos pretos, repara que por vezes os amigos se pegam á porrada na disputa de pedaços de comida podre.

O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do Primeiro Ministro.
-" Não estou a entender?!", - gagueja o deputado - "Ontem mesmo eu estive aqui e havia um lindo campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo mal cheiroso e os meus amigos totalmente arrasados!!!

O diabo olha pra ele… sorri ironicamente e diz:

-"Ontem estávamos em campanha.
Agora, que conseguimos o seu voto... eis a realidade"

segunda-feira, agosto 27, 2007

Apit'ó comboio, lá vai à'pitar!

... e a mocita não ouviu o comboio porque tava com os phones a ouvir música!
Resultado:
Tragédia em Aguas Santas (Porto)
(A jovem acabou por morrer atropelada pelo Alfa-pendular)

(edição do telejornal da RTP1 de dia 26, a reportagem é por volta do minutos 17)

Na edição de dia 25, achei um piadão, um a senhora que estava a ser entrevistada sai-se com esta:
"Ou ela é surda, ou tava a ouvir música!"
(Brilhante dedução, eu acrescentava que ela podia ser cega)

Amanhã tenho que ouvir gente a encher-me a paciência e a dizer:
- Tira os 'fones' dos ouvidos!

Primeiro:
Sou fiel ao lema da SuperFM

Segundo:
Caros amigos, agradeço a preocupação mas estão a falar com uma jovenzinha que usa, há mais de uma dúzia de anos fones nos ouvidos!

A criaturinha, pelo que me deu a entender, devia estar com a música a um volume.. um bocadinho exagerado.
Mas daí a virem todos os "velhos do Restelo" com a conversa:
- Tu não tens cuidado, um dia és tu!

Caros velhinhos do Restelo, ou gente disfarçada de velhinhos, tive mais complicações quando estava sem 'fones' do que o contrário.

Existem uma quantidade de cuidados mínimos e lá porque aquela menina achava que isso não servia para ela, é um bocado complicado, até porque aprendeu da pior maneira que se calhar.. :X

quinta-feira, agosto 23, 2007

EU é que sou o Presidente da Junta!



"Eu peço desculpa mas eu, EU é que sou a Presidenta da Junta!"

Ah pois é!
A vossa amiga adora este sketch parvo e quando tava a ver a data até me ia dando uma coisinha má...
Então o "Presidente da Junta" já foi à 10 anos?
Tinha a menina 20 anitos na altura?
... sabia lá que o mundo ia dar tantas voltas... e o meu ainda mais??
Ainda é cedo para 'midlife crisis' mas.... Seja lá como for:

... Isso é qu'era bom, EU é que sou a Presidenta do blog :D

Entretanto tive a ver mais um bocadinho disto:



Ultimamente, tenho andado a ver este programa que durante o período Clinton teve 2 épocas, e vá lá entender-se porquê, assim que entrou a "Era Bush" não teve continuação.
Michael Moore no seu melhor.
Incómodo, cáustico e perspicaz são as características que melhor definem os programas e os filmes que ele realiza.

Quanto ao último filme dele - Sicko - ele faz uma pequena análise ao status quo dos serviços de saúde do seu país, grande líder mundial.
(... Só não sei em que área é que aquele é líder...)

Mas sabem o que é mais interessante?
O Michael diz que não tem problema nenhum as pessoas fazerem o download do filme porque o objectivo final dele é divulgar a vergonha que é o sistema de saúde norte-americano..
Podem ver aqui as declarações dele sobre o assunto.

Entretanto, vamos ver se continuamos com o nosso sistema de saúde que pode não ser o melhor mas ainda não nos questiona a nossa disponibilidade financeira :X

Uma boa noite para todos e vejam o Sicko, não será tempo perdido!

segunda-feira, agosto 20, 2007

Para quem tiver interessado...

Já tou "Tétanada"!
Tou pois, porquê?! Não acreditam?!



Aqui tá a menina com o penso no braço!
Agora só me apanham lá outra vez daqui a... 10 anos!!!
Sem crise!

Mas o que esta vacina me custou...
E o meu médico neurologista que não tava no hospital, nem no país?!
Isso é que foi lindo... - O dr. não está, temos muita pena, pode vir cá buscar a declaração a 4 de Setembro!
Ah pois claro!
Estão a ver aqui a vossa amiga a aceitar uma resposta destas e ficar calma e serena...
Não, pois não!

E pensei cá de mim para mim:
- Vamos lá pegar nos "penantes" e vamos pregar para outra freguesia que eu hoje não vou sair do hospital sem a declaração!

No outro edifício do hospital confirmaram-me que o meu "Dr." não estava..
- Sabe o que é - dizia eu para a enfermeira - é que eu preciso de uma declaração de um dos médicos para poder ter a vacina do tétano..
- Mas isso tem algum jeito?!
- Eu também acho que não e o Dr. agora só volta quando eu não tenho oportunidade de vir cá.. - tonzinho muito tristinho, mesmo para apelar à boa vontade da enfermeira.
- Venha daí que isso não fica assim!

E lá fui eu atrás da minha enfermeira.
Tive que esperar um bocado.
Ainda levei uns quantos Não! mas a enfermeira e eu queriamos uma declaração.

Passado algum muito tempo, já tinha a declaração :D
Confesso, apeteceu-me esfregar a declaração na tromba cheia de base da outra estúpida mas segui a minha vida!

E finalmente cheguei ao centro de saúde da minha terrinha com o bendito papel :)
Se fosse um filme de Monty Python apareciam os anjinhos a anunciar a minha chegada... não precisava de tanto mas que havia de ser giro, lá isso era :P
E lá estava a enfermeira novinha que fez tudo lindinho e bonitinho e disse:
- Agora só daqui a 10 anos!

Final feliz :)

... Para variar um cadito :P

terça-feira, agosto 14, 2007

Fiquei mais ou menos assim...

E eu não gosto assim tanto do Stewie do "Family Guy".

Descobri à um ano que tinha feito porcaria - tenho uma vacina de tétano de 2004 pra tomar.

Depois de suportar a treta das marcações prévias de vacina (burocratização máxima ou boa desculpa para a malta não fazer as coisas atempadamente?), hoje era dia de vacina.
Lá estava a menina no centro de saúde daqui da terrinha e quando chega a minha vez faço a pergunta que não devia:
- Eu tenho uma situação X e tomo o medicamento Y...
A rapariguinha mudou de cor.
Não era o diabo nem nenhuma coisa má, era só eu com a minha porcaria de Esclerose Múltipla.

Depois deixou-me ali a secar um bocado porque tinha de falar com a superior dela.
Chegam as duas com um ar reprovador.
Pensei logo "é verdade, fiz merda e devia ter tomado isto à mais tempo mas não tenho culpa de só agora poder vir cá marcar uma vacina!"
Mas não podia ser só um sermão sobre isso, claro que não!

- Nós não lhe podemos dar a vacina sem a autorização do seu médico de família!
- Mas o médico de família que me atribuiram aqui não sabe da minha condição.
(esta treta de eu ter sido sempre de um subsistema até aos 26 anos e agora não ter nada dá origem a coisas destas!)
- Então não sei, quem é que lhe disse pra tomar isso?
(Não gosto assim tanto de um medicamente que me mantém uma vida normal, mas tem de ser)
- O meu neurologista!
Devia tar ali um problema de comunicação.
Fez-se luz na cabeça da ursa da "superiora" da enfermeira.
- Aaahhhhh, então vai ter que ir ter com o seu neurologista para me dar uma declaração que autorize porque eu não me responsabilizo se acontecer alguma coisa.
- Eu hoje não vou poder entrar em contacto com ele agora só para a semana e não sei se terei oportunidade para estar aqui neste horário.
- Mas são as regras, não posso dar vacinas fora do horário..
Valeu a enfermeira mais nova interromper.
- Fazemos uma excepção e você vem cá quando puder, diz ao segurança e não tem problema.
A outra ursa ficou a olhar assim como quem diz - Fazes tu que eu não!
Mas pronto, ficou tratado.
Falei com o meu médico e contei-lhe a situação, ele riu-se!
- Essas senhoras devem gostar muito de papéis porque fazer o trabalho delas já percebi que não!
É um facto mas sem crise.
Se é papéis que elas querem, segunda-feira vou lá com um papel...

Isto tem algum jeito?
Este é que é o estado da Saúde no nosso país, anda tudo no jogo do empurra e fazer alguma coisa que é preciso, tá escasso!

domingo, agosto 12, 2007

Centenário do nascimento do Adolfo

Este senhor é o Adolfo Correia Rocha, ou Miguel Torga como ficou célebre.
Se estivesse vivo fazia hoje 100 anos.
E se a minha escola não fosse encerrada por causa das falcatruas, hoje já tinha feito uma página sobre a vida e obra do senhor.
Como a cambada de aldrabões da escola fugiu com o nosso dinheiro (dos formandos) posso dizer que..

Cambada de palhaços não me deixaram concluir o curso,
cambade de palhaços, nós os formandos que não fazemos nada,
desgraçado do Miguel Torga que assim se vê envolvido nesta trama porque seria o meu trabalho que nunca farei...

Ou então até farei.
Aproveitar que agora é o centenário do nascimento do senhor e fazer-lhe uma página, nem que seja simbólica, mas alguma coisa que prove que eu sei, aprendi alguma coisa no curso, não com este último formador mas com o primeiro formador.
Para quando será isso?
Não sei..
Estou demasiado inquieta e pensar formas de ter o meu dinheiro de volta, ou pelo menos algo que me confira a minha presença e aprovação no curso..

Ninguém foi avisado.
Chegamos lá para ter uma aula como outro dia qualquer e demos com a porta fechada e uma fotocópia do Diário da República a dizer:
- Insolvência de Pessoa Colectiva

E nós?
Ninguém nos disse nada.
Nem avisaram sequer.
Fiquem lá com este aviso e temos pena...

É nestas alturas que dava jeito ter dinheiro:
Dinheiro pra pagar a um advogado, dinheiro pra não me sentir muito mal sem o dinheiro do curso, dinheiro para poder frequentar outro curso porque este já foi para o diabo :(

Tá na hora da minha vida dar uma volta para melhorar, não?

quarta-feira, agosto 08, 2007

Acabou-se... por agora ;)

Pois é.. o que é bom acaba depressa e eu que o diga!

Tava a menina bem instalada na praia a desfrutar do grande sol Algarvio mas não podia ficar assim na tranquilidade das minhas férias..

Eu de férias tenho o hábito de só ligar o telemóvel à noite pra dizer um olá aos meus pais e pouco mais, até porque deixar o telemóvel a carregar na tomada do parque de campismo é um bocado manhoso... Sim, essa treta de ficar um tempão na WC à espera que o telmóvel fique carregado, não é pra mim!

Agora a surpresa das surpresas - o meu chefe ligou-me!
"- Mas o homem não sabe que estás de férias?"
Parece que não.. E deve julgar que eu trago um portátil com ligação à net no bolso do bikini..

- Os bikinis não têm bolsos!
E eu não ganho o suficiente pra ter um portátil!
... o meu chefe devia saber disso mas toca de me dar as ordens...

Será que ele ainda não percebeu que férias de pobre não são como as férias dele?
Quer dizer, ele tem férias ainda mais chungosas que eu, porque isso de ir para a terrinha dos pais ou estar em casa, não é bem o meu conceito de férias mas siga...

Mas ok, eu faço de conta que lhe dou o desconto e ontem falei directamente com o cliente e tratei do que tinha a tratar.
Eu tenho uma máxima - para quê perder tempo com Santinhos, se posso falar directamente com Deus?
É que eu não ia fazer nada a falar com ele, ou melhor, ficava muito mal disposta e sem dinheiro no telemóvel porque o menino é de outra rede...

Agora digam lá - procedi mal?
Eu acho que não mas também gostava de saber da vossa parte.

Que bem que eu estava lá em baixo, solinho, comidinha boa, eu é que já não me aguento muito algumas bebida senão não fazia uma figura destas.
- Fraquinha! Nem te aguentas à Sangria!
Eu até aguento e gosto mas, Sangria envinhada não é o que eu mais gosto.

Seja como for, o sr. Jorge tem um restaurante todo bonito e tranquilo.
Também havia lá outro restaurante muito porreiro que fazia as minhas delícias: Peixinho fresco

- sim, adoro peixinho, não são as tretas que impingem cá na cidade que só enganam quem não pesca nada de peixe :P

Entretanto vou ver se trato do MEU IRS - tenho um aviso dos CTT pra ir lá buscar aquela porcaria - nada a pagar, nem a receber... enfim, enquanto não for a pagar tá tudo bem!

Então um até já!