Número total de visualizações de página

domingo, setembro 16, 2012

Será...?

Pode ser que o dia 15 de Setembro seja o dia da viragem...

O dia em que nos relembramos que o Estado somos nós - Povo,
que quando é necessário até se une, mas que, quando tomado pela apatia geral, é vítima de abusos por parte do nosso dito "governo".
É bom lembrar-nos que nós somos o pilar da CIDADANIA!
Como diria esse grande politólogo, e meu ex-professor (Adelino Maltez):
- Governar é pilotar o futuro.
Estávamos a ser governados por burocratas, tecnocratas, governos de espertos mas nós não estávamos a fazer nada.

Hoje dissemos basta!
Hoje é o sinal do tempo, o começo de algo novo!
Estivemos completamente apagados em relação à cidadania.
"L'Etat c'est moi!" cidadão consciente do seu poder como elemento fundamental deste mecanismo que é o Governo.
...hoje esse conceito foi relembrado, mesmo que inconscientemente!



4 comentários:

Luís Pina disse...

A melhor forma de definir o rumo é votar. Vê os números da abstenção nas última eleições.

A melhor forma de mudar o rumo é não recompensar os partidos que nos deixaram nesta situação com votos. Vê quem tem ganho nos últimos anos.

Este povo ainda não aprendeu a protestar onde realmente conta: No voto. Enquanto não o aprender, bem pode fazer manifestações e política de facebook que nada vai mudar...

Bina Ladina disse...

Se não houver manifestação, não há força pra convocar uma nova eleição!
.. Achas mesmo que estas próximas eleições vão ter o nível de absentismo das últimas?
Julgo que isto está a bater no fundo por isso, vão haver eleições.. Vais ver!!

Luís Pina disse...

Tenho a certeza que nas próximas eleições os níveis de absentismo continuarão iguais ou piores. Em parte porque as pessoas não se revêm na classe política. Mas também não fazem nada para a mudar.

Acho que a melhor forma de convocar eleições será fazer pressão ao PR e não pedir para o PM se demitir. Mas, o PR dirá (com razão, na minha opinião): Ele só está a fazer o que ele disse que ia fazer. Vocês é que já não se lembram do que ele disse na campanha.

Votaram nele? Aguentem Não votaram nele? A maioria votou. Não foram votar? Não têm base moral para se queixar do que quer que seja.

Sofia disse...

É nestes momentos que juntos fazemos a diferença. Às vezes pensamos sempre "isto não adianta em nada" mas se não formos lá e não lutarmos é que continuamos sempre na mesma. Eu acho que foi um grande passo, agora é não perder a vontade!!
Beijinhos**