Número total de visualizações de página

segunda-feira, setembro 11, 2006

HA ARGUM€NTOS DE P€SO!!

Ora muito bom dia caros amigos leitores e comentadores!
Espero que o vosso fim-de-semana tenha sido bom cheio de alegrias emoções e essa tralha toda que a malta gosta :)
O meu foi cheio de questões metafísicas.

Fiquem os meus leitores sabendo que não sou muito religiosa.
Deve ser a única coisa na qual coincido com o Estado Português - opto por uma
postura laica.
Não sou uma mocinha religiosa, não sou praticante, respeito quem seja mas não me
venham pregar conversas da treta.

(É que para isso vejo as Conversas da Treta do Toni e do Zézé que ao menos têm mais piada!)

E isto tudo porquê?
Porque eu acho que os senhores Padres num sítio dizem uma coisa e noutro dizem o contrário.
Há muitos, muitos anos...
Era eu pequenita e já não era como as outras meninas e meninos da escola - não era baptizada.
Os meus pais eram casados pelo Registo Civil e o sr. Padre aqui da paróquia da minha terra não fazia baptizados a filhos de gente que não era casada pela igreja.

Ou seja, os meus pais só me baptizaram com 8 anitos e por intervenção da minha avó paterna junto ao sr. padre da paróquia dela.
A sra. minha avó era uma senhora muito frequentadora, muito temente e muito crente - volgo Beata - e o sr. Padre lá da paróquia dela achou bem a iniciativa da minha avózinha ao ter escolhido aquela paróquia para me baptizar e não levantou qualquer questão... mal ele sabia da missa a metade!

Este fim-de-semana foi o Baptizado de uma primita minha.
E onde foi baptizada de uma menina de Almada?
Nem mais! Na Sé de Viseu!
Até estou a ver o raciocínio do pai da menina:
"- Nós moramos em Almada, a família da mãe é de Tomar, a minha é de Viseu.. Ora vamos lá ver.. Almada.. Tomar.. Viseu! Vamos baptizar a menina a Viseu!"

Afinal qu€m b€n€ficia mais o jov€m casalinho?
São os parentes de Viseu. Nada mais natural que ser bem agradecido!
E agora digam lá meus amigos leitores, tendo em conta o meu caso e que a lei divina deve ser igual em todas as partes do país e do mundo e não foi revogada desde que foi o meu baptizado:
Porque é que foi tão fácil baptizar assim uma criança num dos centros religiosos mais reaccionários do nosso país?
Mais um pequeno detalhe, os pais da criança não são casados, nem pelo civil nem pelo religioso..

Ora eu que estou cá a crer que a nota de €50 faz milagres, não há Santo que lhe chegue aos calcanhares!
.. E assim foi..
Foi feita a cerimónia, as fotografias, a festarola.
Á menina desejei muita felicidade, muita saúde e sucesso.

... Agora não me venham cá pregar com tangas de importância de matrimónio, dos sacramentos e o diabo.
Tenho dito!

... e é com alguma tristeza que lembro que já lá vão 5 anos desde o 11 de Setembro de 2001.
Também era uma segunda-feira como hoje - que rica maneira de começar a semana :(

3 comentários:

baunilha disse...

Pois, pois... eu tb não sou baptizada, nem o meu filho é baptizado, ñão sou casada pela igreja, nem tão pouco pelo registo... enfim, sou uma verdadeira pecadora!!

Bina Ladina disse...

És pecadora?
Então és boa pessoa :D
... ou pelo menos não és hipócrita ;)

Mafaldina disse...

Eu tb não sou casada pela igreja, sou pelo registo. Foi um casamento mto simples, só com os nossos pais, irmãos e 6 amigos mto chegados. Foi o casamento que eu sp desejei ter.
Não acho bem gastar um dinheirão para estar sentada todo o dia a comer e a beber com gente que eu nem conheço só pq são familia!
Mas nem imaginas a reacção de algumas pessoas. Ainda hoje nos perguntam qdo é que casamos! Não nos consideram casados visto que não somos casados pela igreja!!!!
E tb nos falam que qdo tivermos um filho nenhum padre o vai batizar.
Sabes o quê que eu lhes digo??
AZAR, É MENOS UMA OVELHA PARA O REBANHO.