Número total de visualizações de página

quinta-feira, janeiro 06, 2005

Salut 2005

Ça va bien mes amis?
(É fazer o favor de retomar a emissão em putuguês? Obrigado!!)

Olá queridos amigos leitores e comentadores deste blog poliglota da treta :P

Peço desculpa aos meus leitores habituais (se é que os tenho) mas desde o príncipio do ano que a vossa comentadora anda muito atarefada a caminho de finanças e ministérios.
É verdade, aqui na empresa estamos a preparar a época de IRS.

Numa destas minhas passeatas tive direito a uma aparição fantasmagófica e tudo!
E estava eu muito bem a dirigir-me para as finanças quando me aparece na rua, habitualmente vazia, um indivíduo.
Mas quando uma pessoa tem mais que fazer, não pode andar a reparar muito nas pessoas que cruzam o nosso caminho.
A menos que seja o Tom Cruise mas mesmo assim uma pessoa não deve perder muito tempo a babar-se.

(é verdade, o bom do meu ex-chefe tanta vez me martelou com o 'Olhe a postura profissional!' que acabei por interiorizar a desgraçada da postura das 9 às 6)

Continuei o meu caminho, o homenzinho de casaco comprido achou por bem chamar-me atenção. Como?
Abriu o casaco e mostrou-me o que ele devia pensar que era a 8ª maravilhas do mundo moderno - um mísero falo mirrado!
Sim caros amigos!
Uma pessoa está habituada a bocas do pessoal das obras, a olhares maliciosos de gajos nos transportes mas uma destas nunca me tinha acontecido.

Reacção:
Continuei o meu caminho, passinhos pequenitos e mais rápidos, meio ruborizada é certo, mas segui em frente . Um pouco mais à frente quando me dei conta da figura triste daquela pessoa, desatei a rir!

E eu é que precisava de apoio psiquiátrico...

Mas falando de coisas mais interessantes ainda referentes a um acontecimento de 2004.
Lembram-se do buraco que foi a colocação dos professores?
Pois parece que foi um buraco com um tamanho de 1.8 milhões de Euros!!!!!
Foi caro e não ficou nada de jeito.

(essa do ter sido caro e não ter sido nada de jeito parece a minha anterior relação mas o meu blog não é dessas coisas de sentimentalóides, era o que faltava. Deixemo-nos de divagações.)

Como bom instituição do Estado, procedeu-se a uma averiguação ou melhor, escolheram-se os culpadas para a situação, e como sempre pagou o mais fraco.
Ora então parece que existem funcionários no Ministério da Educação que "configuram situações de violação do Código do Procedimento Administrativo e dos princípios gerais da contratação pública»."
Não entenderam?
Eu simplifico - Factor C -
Como na boa maioria dos concursos públicos do Estado, os destinatários dos locais anunciados em concurso já estão previamente identificados, sendo os restantes participantes desrespeitados ou muito crédulos nas boas intenções do concurso em causa.
Essa conversa do mérito é muito bonita mas existe sempre um sobrinho que podia trabalhar ali.

Resultado parece que as pessoas que entraram só fizeram estrago.
Talvez porque não estavam devidamente preparadas para as funções mas não interessa. Os culpados foram identificados e vão ser castigados.
E as minhas amigas profesoras continuam sem colocação...
O que interessa o castigo se não se alterou nada?
Os verdadeiros prejudicados vão continuar na mesma situação.
Mas não faz mal.
É mais um daqueles toques do governo português: os que são culpados da desgraça dos outros levam penas leves, um puxão de orelhas se tanto, os verdadeiros prejudicados da situação que se lixem!

Mas há que ter alguma esperança.
Um dia as coisas mudam ... nem que seja para pior!

Um bom ano para todos vós!

a terrorista do costume

Bina Ladina

Sem comentários: